O capitão e um dos mais arrojados ambientalistas do mundo, Paul Watson, está em parceria com países pobres para impedir pescas clandestinas por grandes companhias pesqueiras. Os navios da Sea Shepherd continuam a patrulhar o refúgio e remover as redes em diversos mares e liberar os animais presos nelas.
Uma nova operação, denominada Jodari, começou em janeiro de 2018 e é uma parceria com o governo da Tanzânia para ajudar na luta contra a pesca ilegal, não regulamentada e não declarada. A campanha é apoiada pela Fish-i Africa, uma parceria de oito países da África Oriental, incluindo Comores, Quênia, Madagascar, Maurício, Moçambique, Seychelles e Somália.
Autoridades policiais da Autoridade de Pesca em Alto Mar, da Marinha da Tanzânia e da Equipe de Tarefas de Múltiplas Agências (MATT) estão  a bordo do M / V Ocean Warrior, junto com os tripulantes da Sea Shepherd. Esses funcionários têm autoridade para embarcar, inspecionar e prender embarcações em violação da lei da Tanzânia.

Desde o início das patrulhas, dez prisões foram feitas por várias transgressões, incluindo a pesca sem licença, posse ilegal de barbatanas de tubarão, descarte ilegal de capturas acessórias, contrabando de cargas ilegais de madeira de mangue e numerosas violações de direitos humanos.
Após estas detenções, 24 navios partiram imediatamente das águas da Tanzânia, 19 desses navios fizeram isso antes de receber inspeções obrigatórias. Isto sugere que os 19 navios estavam provavelmente participando de atividades ilegais. O governo da Tanzânia cobrou multas que totalizaram 19 bilhões de xelins da Tanzânia (8,5 milhões de dólares) contra esses navios. (#Envolverde)

O post Sea Shepherd faz parceria com governos e ajuda na proteção de mares apareceu primeiro em Envolverde - Revista Digital.