Organizada em conjunto pelo Unesco-IESALC, pela Universidade de Córdoba, pelo Conselho Interuniversitário Nacional (CIN) e pela Secretaria de Políticas Universitárias (SPU) do Ministério da Educação Argentina, a CRES 2018 é uma das reuniões preparatórias da Conferência Mundial sobre o Ensino Superior, que ocorrerá em Paris, em 2019, e marca o centenário da Reforma Universitária de 1918, em defesa da autonomia e democratização da universidade pública.

O evento caminha para definir a educação e o ensino com um bem público, em particular o ensino superior. A conferência debate o atual cenário da educação superior na América Latina e Caribe e as estratégias para a próxima década com vistas aos objetivos do desenvolvimento sustentável e definições da agenda Educação 2030 da Unesco. A CRES está em sua terceira edição. As duas primeiras foram realizadas em Cuba (1996) e Cartagena (2008).

Ruth Shady, do Ministério da Cultura e da Universidad Nacional Mayor de San Marcos, do Peru, Ennio Augusto, reitor da Universidad de Chile, Rui Vicente Oppermanann, reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, do Brasil, e Marco Antonio Rodrigues Dias, ex-diretor da Divisão de Educação Superior da UNESCO abrem o terceiro dia de atividades da III Conferência Regional da Educação Superior (CRES 2018), que acontece em Córdoba, na Argentina.

Todos os quatro, em diferentes espaços do campus da Universidade Nacional de Córdoba (UNC), tratam da relação entre universidade e sociedade. A conferência “Transcendência da civilização Caral para a geração de reflexões na sociedade” será ministrada pela diretora da Zona Arqueológica Caral e diretora da Escola de Arqueologia da Universidade Nacional Maior de São Marcos, Ruth Shady; “1918-1968-1998, o que pode ser feito em 2018 para que o ensino superior volte a ser um bem público?”, será proferida pelo ex-diretor da divisão superior da Unesco, Marco Antonio Rodrigues Dias; “Os desafios contemporâneos das universidades em sua interação com a sociedade” ficaraá a cargo do reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rui Vicente Oppermann, que cita a inclusão e a tolerância como grandes pontos a serem mudados pelas universidades. E, por fim, “Reconstruindo a ligação entre universidade pública e Estado”, ministrada pelo reitor da Universidade do Chile, Ennio Augusto Vivaldi Véjar”. Fonte Unesco (#Envolverde)

O post Evento da Unesco em Córdoba define ensino superior como bem público apareceu primeiro em Envolverde - Revista Digital.